sábado, 18 de dezembro de 2010

Eu e as "Marias" do Danilo Gentili

Existem várias “Marias”. A Maria-chuteira, maria-palquinho, maria-palheta. Tem até a maria-microfone. Enfim. Uma infinidade de mulheres interesseiras, que não se importam com o que a pessoa é, apenas pelo prestigio e o dinheiro que ela tem.
Mas quem sou eu para falar alguma coisa dessas pessoas não é verdade? Não sou santa, perfeita nem um exemplo a ser seguido. Mas uma coisa me tira do sério: A generalização que fazem a esse respeito.
Eu me interesso por um jogador de futebol, logo sou maria-chuteira. Se for por um cantor famoso, sou maria-palquinho. E não existem exceções.
Hoje eu estava vendo o twitter do Danilo Gentili. Uma menina estava convidando ele, para ir no seu hotel. Ele, que adora fazer gracinha, escreveu uma coisa assim: “Posso ate ir aí, mas você vai ter que dar, porque hoje é sábado, dia de alegria”. Eu ri. Achei que ia ficar por isso mesmo, mas eis que a garota responde uma coisa assim: “Não sou de falar e fugir. Muito pelo contrário”.
Senhor! Esse mundo tá perdido!
Me respondam duas coisas: Vocês acham que se ele não fosse famoso, ela se ofereceria tanto? E alguém tem dúvida, que ele acredite que toda mulher tem o mesmo pensamento?
Eu posso criticá-lo? Não. Pensaria exatamente a mesma coisa.
Toda essa minha introdução é parar mostrar o quanto eu fico triste de ver como as pessoas estão fúteis e vazias. E irritada de saber, que de tabela, pago pelos erros dos outros.
Eu acho o Danilo um gatinho. Já até falei dele em um post antigo. Gosto do jeito irônico dele, de como faz piada, mesmo com coisas ruins. Acho ele um cara inteligente. Já assistiram as matérias dele no CQC? Já assistiram o show do Politicamente Incorreto? Meu, ele é O cara.
O dia em que eu decidi que pegaria o Danilo se tivesse oportunidade, foi quando li esse texto dele. Eu choro todas as vezes que leio. E só quem já perdeu um pai e quem entende o valor de uma amizade vai sacar o quanto ele mostra quem é de verdade nesse texto. Não é só o engraçadinho que não ligue pra nada nem pra ninguém, que aparece na TV.
Mas você que esta lendo isso, deve estar pensando que eu falo só porque ele é famoso. Que se ele não fosse famoso eu nem olharia para ele e bla bla blá Tenho um amigo que já me falou tudo isso. Mas quer saber? Pode ser verdade. Talvez se ele não tivesse na TV eu nem o teria notado. Mesmo porque, quando o vi pela primeira vez não vi graça nenhuma. Mas como acontece mesmo com pessoas “não famosas”, com o tempo e descobrindo um pouco mais sobre ele, mudei de opinião. Eu lá tenho culpa do cara ter ficado famoso? Meus interesses devem se restringir ao meu circulo de convivência?
Mas enfim, escrevi tudo isso porque me deu vontade. Nada muda. Nem o fato de me acharem interesseira, nem o fato de eu nunca ter chance com o Danilo. Graças a mulheres como essa do twitter.

Contador de Visitas
Downloads
Vivendo e aprendendo a jogar....: Dezembro 2010