quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Só mais um dia na vida de Lica

Depois de um dia bem estressante no trabalho, Lica decidiu ir a uma livraria. Ela nunca soube bem porque, mas sempre se sentia melhor quando estava entre os livros. Vai ver que lendo as histórias dos outros, ela consegue esquecer da sua própria.
Lica é uma mulher de 25 anos. Independente, lutadora, amiga, "paupratodaobra" e ... solteira. Esse não é um termo do qual ela goste. E ela se esforça para não falar mais "eu sou solteira" e sim dizer "estou solteira".
Lica é uma mulher por fora. Mas por dentro é apenas uma menina que sonha com um principe que a liberte dessa vida monótona e vazia. Sonha com o amor que dure a vida toda, com filhos e casa com cerquinha branca.
Claro que ela já se apaixonou. Muitas vezes. E já amou uma vez. Como ela diz: Se eu um dia cheguei perto de sentir amor por alguém, foi quando namorei o Fulano.
O Fulano ela namorou quando tinha 21 anos. Foi o sentimento mais forte e mais bonito que ela já sentiu por alguém. E enfim, ela tinha certeza que a sua busca havia acabado.Não haviam dúvidas. Era ele. Ela sentia que poderia viver o resto da sua vida, feliz ai lado do Fulano. Mas nem todos os livros tem o final que nós queremos e a história da Lica com o Fulano acabou dois anos depois. E deixou muitas dores e cicatrizes mal curadas.
Hoje ela está nessa livraria, lendo sobre a vida de outras pessoas, para esquecer esse vazio que ela anda sentindo.
Existe um buraco na vida de Lica que ela não consegue preencher. O preenchimento deste buraco não está nas baladas que ela se esforça para ir. Não está nas horas que ela passa na internet. Nem está nas conversas com as amigas, que tentam faze-la se animar.
O vazio que Lica sente, só será preenchido em um abraço no fim de um dia cansativo. Em uma mão a cobrindo em uma noite fria. Em um eu te amo, dito baixinho logo de manhã. Não só em palavras, mas também em um olhar que dirá muito mais.
Enquanto esse vazio toma conta da vida da Lica, ela vai se iludindo com a vida dos personagens dos livros. Sonhando que um dia sua vida fique igual. Sua personagem preferida nesses sonhos é a Bella, do livro Crepúsculo.
Ela gosta de como de uma hora para a outra, a vida da personagem se transformou.
Transformação é o que ela mais quer. Mudança. Vida nova. Novas cores. Novos rostos. Novos sabores. Um novo amor.
O problema é que a Lica não acredita mais nessa mudança. Anda conformada com as coisas e cansada de procurar. Quer ser encontrada.
Nesse momento, Lica está folheando A Menina Má. Um dos seus livros preferidos e escuta uma voz dizendo: - Ela é realmente má!
Lica levanta a cabeça assustada e vê na sua frente um homem moreno, de uns 28 ou 29 anos. Cabelo castanho, bem liso. E com um sorriso lindo.
Depois de uns poucos segundos, Lica consegue responder: - Na verdade, a menina má só foi má porque o Fernandito deixou.
Ah! então você já leu? Achei que te daria uma super indicação de livro. - Ele diz isso e sorri. Lica também sorri.
Ela estava encantada. Um homem bonito e que já tinha lido Mario Vargas Llosa.Nossa!
Já li sim. É um ótimo livro mesmo. - Lica diz, tentando fazer com que o assunto dure.
O que ela ainda não sabe é que Daniel, o homem que está a sua frente é o primeiro a não querer que esse assunto acabe. Daniel já a tinha visto outras vezes. Hoje teve uma chance de se aproximar. E não iria deixar essa chance passar.
Ele diz: - Já que eu tive uma tentativa frustrada de te indicar esse livro, podemos tomar um café para que eu tenha tempo de te indicar mais alguns? - Com o vacilo de Lica, ele resolve fazer uma gracinha para deixar o clima mais leve. - Vou precisar de um bom tempo para conseguir indicar um que você ainda não tenha lido, já que você parece que gosta muito de ler não é?
Lica sorri e concorda em ir tomar café.
Esse poderia ser apenas mais um dia. Mas hoje, Lica aprendeu que as coisas acontecem quando menos esperamos.

18 Comentários:

Às 8 de janeiro de 2010 03:36 , Blogger Felipe Knight disse...

crônica bem interessante, veridica??
gostei, adoro pessoas q escrevem bem igual a vc...
abraços...

 
Às 8 de janeiro de 2010 18:08 , Blogger Emily Lauren Stevens disse...

gostei da crônica também :)
só não curto muito a bella de crepusculo .-.
mas enfim.. que bom que o cara lá falou com ela *-*
cada dia é um novo presente pra gente se entregar e esperar as surpresas, ai parecer meio estranho, mas me identifiquei um pouco com a Lica.. você escreve bem!
continue..

beijos

http://plushmoon.blogspot.com/
passa lá e vote na enquete!
:)

 
Às 8 de janeiro de 2010 18:10 , Blogger Suzy disse...

Muito bom , em alguns instantes pensei que voce estava narrando a minha vida rs .
Parabéns pelo blog , você escreve muito bem .
Beijos
Visita :
http://codinomefilosofico.blogspot.com

 
Às 8 de janeiro de 2010 18:17 , Blogger Inez disse...

Texto um pouco longo, mas gostoso de ler.
Um belo conto de amor que não teve um final.

 
Às 8 de janeiro de 2010 18:57 , Blogger LADY DARK ANGEL disse...

pq nao aocntece algo diferente e excitante nas nossas vidas sem precisarmos gastar muito,e se precisar necessesariamente ser uum homem..

 
Às 9 de janeiro de 2010 18:03 , OpenID seuvicio disse...

Ele bem podia ser um lobisomem.

 
Às 9 de janeiro de 2010 18:07 , Blogger Francisco Saldanha disse...

A vida é sempre nova a cada minuto..so vale mesmo se tiver surpresa.abraço.

 
Às 9 de janeiro de 2010 18:08 , Blogger Adilson Jorge disse...

Se ela pegasse o "A menina que roubava livros" podia ter algum problema com a polícia?

rs rs

É incrível como nós nos projetamos em alguns personagens. Lembro-me de vários que me acompanham mesmo depois de folhear a última página do livro.

Abraços
www.ceucaindo.blogspot.com

 
Às 10 de janeiro de 2010 12:33 , Blogger Carlos Augusto disse...

Como diria o grande C.S. Lewis: "Mera mudança não é crescimento. Crescimento é a síntese de mudança e continuidade, e onde não há continuidade não há crescimento."

Que esse não seja apenas um dia, que seja o início de uma nova era, vivemos sempre querendo o príncipe ou a princesa (no meu caso) encantados, mas descobrimos que o encanto é maior que o principado.

Falar em café, visita la
http://musicandcafe.blogspot.com

 
Às 11 de janeiro de 2010 08:16 , Blogger Lah disse...

Ahhh adorei
e é mesmo quando menos esperamos ou procuramos que as coisas acontecem...

basta se permitir,..

belo post

beijooo

 
Às 11 de janeiro de 2010 17:07 , Blogger nathy disse...

Ahhh amei já tinha lido mais não comentei, escreve muito bem ... tem minha admiração e meu total apoio ;D


Te adoro


@nathy_bells

 
Às 14 de janeiro de 2010 14:44 , Blogger Mr. Voxx disse...

Muito bom texto...
aliás, estou à procura de uma Lica!

http://todomundopodecrer.blogspot.com/

 
Às 14 de janeiro de 2010 16:03 , Blogger Renan Ogawa disse...

Vc escreve muito bem, parabéns!
visite: http://renance.blogspot.com/

 
Às 15 de janeiro de 2010 17:04 , Blogger João Victor Borges disse...

bacana, lição de moral no fim
pra fechar com gosto. ;)

http://anpulheta.blogspot.com

 
Às 15 de janeiro de 2010 19:48 , Blogger Garota disse...

'ela sempre se sentia bem entre os livros' :)

 
Às 24 de janeiro de 2010 07:31 , Blogger  disse...

AMEI!! Quero ser a Lica pelo menos uma vez!

 
Às 30 de janeiro de 2010 18:16 , Blogger Larissa Alves disse...

muito bacana,adorei !

 
Às 31 de janeiro de 2010 11:11 , Blogger Pobre esponja disse...

Interessante.
Creio que ficaria melhor procurar sinônimos para "Lica", que é muito repetido no texto.

bj
Pobre Esponja

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Contador de Visitas
Downloads
Vivendo e aprendendo a jogar....: Só mais um dia na vida de Lica