segunda-feira, 19 de abril de 2010

Sobre como devemos nos amar...

Eu fico pensando: Porque eu ainda fico com você? O que você me dá de bom? O que você acrescenta a minha vida?
Penso, penso, penso e não consigo chegar em nenhuma conclusão.
Para você eu não sou prioridade, sou apenas uma opção. E entendo isso.
Nos momentos que eu mais precisei, você não estava comigo. Decididamente, eu não posso contar com você quando o assunto é sentimento, emoção.
Eu tenho que admitir que você até tenta. Quando eu fico muito chateada e te falo um monte, você tenta mudar, fazer alguma coisa para agradar. Mas passa rápido e nem sempre o seu esforço é o suficiente.
Será que é pelo sexo? Não. Até nisso você anda meio acomodado.
Então porque eu não consigo te deixar? Umas três vezes já disse que não queria mais nada, mas sempre acabo mudando de idéia.
A realidade é que eu sei sim. É a carência. Esse sentimento que faz a gente fazer coisas que não faria. Que faz aceitarmos situações que não aceitaríamos. Que acaba com a nossa autoestima.
Se eu não estivesse carente, nem teria me evolvido com você e muito menos teria essa dificuldade em te deixar.
A primeira vez, eu voltei atrás porque você deixou de me dar atenção e eu precisava das suas brincadeiras, das suas gracinhas. A segunda vez foi por causa das suas ligações, da sua proximidade e eu pensei: por que não? A terceira vez foi porque você chegou triste e eu fiquei comovida. Depois disso você foi fazer compra comigo e ficava me perguntando se "tinha acabado" mesmo. Mais uma vez, não resisti.
Mas eu não quero mais. Não mesmo. Você não me faz bem. Eu sei que preciso te deixar. Eu quero te deixar. Mas eu não consigo.
Por que a gente precisa tanto de alguém do nosso lado? Nos sentimos mais mulheres, mais bonitas, mais sensuais. E quem disse que só porque eu estou sozinha, não posso ser tudo isso e muito mais?
É preciso ter alguém me ligando para eu me sentir mais "de bem com a vida"?
Eu sei que não, mas ainda não consigo te deixar ir.

5 Comentários:

Às 20 de abril de 2010 21:18 , Blogger Cesar :P disse...

Olha Mendy, li seu texto, e acho q pode ser q vc simplesmente esteja acomodada e acostumada com essa situação, o q posso te aconselhar é q vc reflita bem, se realmente é só isso q vc quer da sua vida...(exemp: vc não é a prioridade) e lembre-se de uma coisa, as mudanças na nossa vida ocorrem as vezes mesmo contra nossa vontade, só é preciso saber se vc quer ser o agente das mudanças ou vai deixar o leme solto, e ai vc vai ao sabor dos ventos, ai não sabemos onde isso pode chegar... não sei se te ajudei muito,mas com certeza tem alguns pontos a mais pra sua reflexão...Absss

 
Às 22 de abril de 2010 09:49 , Anonymous Aninha Barreto disse...

medo da solidão, costume... mas artes do coração são dificeis demais de serem resolvidas!!!

 
Às 22 de abril de 2010 22:09 , Blogger - | circunstâncias circunscritas | - disse...

Amei seu post. As vezes amamos tanto que nos esqueçemos de nos amar.
Abraço
Por Lawrence Tayller

 
Às 5 de maio de 2010 05:06 , Blogger N. Ferreira disse...

Olá moça... cheguei no seu blog por acaso e me vi refletida no teu texto.
PAssei por exatamente estes questionamentos, sustentei esta situação durante mais de 5 meses... tb não me sentia prioridade, tb tinha carência envolvida na história. Mas só me permiti acabar de vez com esta situação quando me dei conta de que o importante não era ser prioridade, e sim ter profundidade emocional suficiente para poder me esparramar, ser eu mesma. Terminei faz 4 semanas, não posso dizer que estou mais feliz assim, sofro de carencia, as ligações fazem falta... mas de alguma forma, entendi que jamais devemos nos acostumar ao mediano por termos medo do nada... mesmo que durante algum tempo soframos mais do que já sofríamos antes. Enfrentar a solidão é algo que teremos que fazer hora ou outra, avalie seus sentimentos e reflita se eles são mesmo tão intensos que não valham a lição.
Um beijo e boa sorte

 
Às 30 de maio de 2010 08:27 , Blogger Amanda Teles e Tamillys Camilo disse...

Olá,
Gostei demais do teu blog,dessa postagem em especial!
Estamos te seguindo!
Visita o nosso tb,tem bastante coisa legal por lá.
Bjs ;)

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Contador de Visitas
Downloads
Vivendo e aprendendo a jogar....: Sobre como devemos nos amar...